9
set

Estilo PREPPY

Olá chicas,

Hoje acordei nostálgica e por isso mesmo com uma vontade danada de retomar nossos encontros aqui no blog.

E se a palavra de ordem é nostalgia, então nada mais apropriado do que o estilo Preppy, que eu também amo, embora muitas primaveras já me afastem dos meus tempos de colégio. Rsss…

Preppy é a abreviatura da palavra “preparatório” em inglês e o estilo surgiu lá pela metade da década de 1970 influenciado por  secundaristas jovens, urbanos, seletos e bem nascidos dos Estados Unidos. Para ser considerado um Preppy o jovem deveria fazer parte de uma das mais renomadas escolas preparatórias do norte dos Estados Unidos, prestes a frequentar as prestigiadas universidades do país. No Brasil o termo mais apropriado para descrever um adepto deste estilo seria patricinha/mauricinho.

Se você ainda não captou as referências deste estilo, transporte-se para o figurino usado pelo elenco do  seriado  Gossip Girl – 2007 a 2012.

São referências do estilo Preppy (college): roupas de corte clássico e cores neutras sob uma base de tom forte (versão mais refinada).

Fonte: www.gossipgirl.wikia.com

Traduzindo para a real, são referências do estilo Preppy no vestuário: camisas polo, estampa losango, aplicações com motivos simbólicos (brasões), suéter xadrez, cardigã, jeans escuro, alfaiataria, saias plissadas, saias xadrez,     trench coat. Nos acessórios: tiaras, gravatas, meias(sete oitavo/três quarto), sapatênis, oxfords, mocassins, sapatos tipo bonequinha de luxo, bolsa tipo carteiro, etc.

Visualizemos, pois:

Fonte: blog dicas de mulher: 09/09/2017

Sim, mas e nós, simples mortais, como usamos este tal de Preppy no dia a dia?

Pra usar o Preppy  você terá que ter apenas um cuidado: até 25 anos de idade, o céu é o limite, use e abuse das referências do estilo.

Maria de Preppy clássico: suéter de losango com brasão e mocassins.

Embora o xadrez e o pregueado da saia remetam ao clássico, os coturnos deram uma pegada mais contemporânea ao Preppy de Maria! Ah… este é Bentinho, latiu tanto que se não saísse na foto não haveria nem foto!

Quer dizer então que se você passou dos 25 usar o estilo Preppy nem pensar, certo? ERRADO!

Se você já passou dos 25 que nem eu (passei e muito… rsss), use mas não abuse das referências, ao menos num só look, pois caso o faça seguramente parecerá caricata. Opte por apenas uma ou duas referências, de preferência as mais icônicas.

Eu de Preppy clássico: suéter com losango, oxford e jeans escuro!

Eu de Preppy clásico: saia xadrez pregueada e oxford. Reparem num detalhe muito importante: a saia aqui é midi, não ouse colocar a mini – pois assim você pareceria por demais caricata (lembram da matéria “cada idade um encanto”)?

Quer dar uma pegada mais contemporânea? Associe tendência ao Preppy clássico: aqui eu useu uma calça flarezinha!

Então é isso, chicas: PREPPY para elas (as muito jovens) e PREPPY para nós (as pós balzaquianas)!

Beijo da Chica!

FOTOS: Tânia Maria

 

Categories: Cá entre nós

4 Comentários

  • CLAUDIA JOVANKA disse:

    Que interessante Girlene.
    Não sabia que era um estilo.
    Acho lindo suéter sobreposto colocando a gola em destaque.

    • Chicamais disse:

      Olá Cláudia!

      Como acabo de falar pra Carol, considero moda (gênero) uma forma de arte. Em sendo arte, inspira-se na vida (em nós). Se pega e fica, é estilo. O tempo passa mas a gente sempre encontra seja aqui ou em qualquer canto do mundo alguém vestido assim, não é verdade? Então pegou: veio pra ficar, é estilo!
      Eu também adoro!
      Beijo da chica!

  • Caroline Leitão disse:

    Adorei a matéria, Gigi! Tbm não sabia que era um estilo! Acho lindo! Bj

    • Chicamais disse:

      Olá Carol!

      Na verdade moda também é uma forma de expressão do ser humano. Para mim, uma forma de arte. Se é arte, inspira-se na vida (em nós: nossos hábitos, costumes, etc). Se pega e passa, é moda, se pega e fica, é estilo!

      Beijo da chica.

Responder a Caroline Leitão Cancelar Resposta