17
jan

Concorrência salutar!

 

 Olá, chicas,

Lembram quando em matéria intitulada “Estilo by fast-fashion”  falei dos grandes magazines que hoje comercializam tendência a preço acessível e sobre as parcerias entre esses magazines e grandes nomes da moda (nacional e internacional)? Pois é, preparem-se chicas que logo mais ele, o Kaiser, em parceria com a Riachuelo, lançará coleção em ABRIL/16.

Estou falando dele, Karl Lagerfeld, o grande nome à frente da Chanel, por sinal o primeiro designer a se dispor a atender o mercado de massa quando em 2004 desenvolveu modelos para a gigante europeia H & M (vejam matéria intilulada “Fast-fashion, dica de ouro”, de 19/07/15).

Para a Riachuelo serão 75 peças entre roupas, bolsas e acessórios (com preços variando entre R$ 49,90  R$ 399,90) agora numa pegada diferenciada daquela adotada para a H & M,  a da vez será mais divertida:

www.lilian.pacce.com.br: 17/01/16

Então chicas, seguramente algo mudou no perfil do mercado de massa, concordam?  Pois o que teria acontecido para grandes nomes da moda serem atraídos por parcerias como essas? Seriam apenas as cifras por trás de um contrato milionário? Acredito que não! Seja lá como for, é certo que para nós parcerias como essas serão sempre salutar. Ou concorrência boa essa entre a C & A / Riachuelo (por aqui) e Mango e H & M (por lá)!

 

Beijo, chicas!


1
abr

Dica para Olga

Ola Olga,

Respondendo ao seu comentário no blog em forma de questionamento acerca do tipo de roupa ideal para ir ao trabalho (no seu caso, somente às sextas, pois nos outros dias você usa farda), aqui vai uma dica pra você!

Sou da opinião de que, a rigor, nem todos os estilos vão ao trabalho. Porém, acredito também que roupa de trabalho não precisa ser sem graça! Se você quer um  guarda roupa para o trabalho básico e elegante, acredito que ele deva ter, no mínimo, as seguintes peças: 1 blazer; 1 tubinho; 1 par de mocassins com salto médio; 1 par de sapatilhas; 1 camisa branca; 1 t-shirt branca; 1 calça jeans; 1 bolsa grande; 1 saia lápis. Vamos visualizar este guarda roupa:

Blazer: use-o com calça jeans (pernas retas/skinny), camiseta branca e sapatilhas. Querendo variar, use o blazer nas cores preto, marinho e vermelho. Aí você diz: vermelho? Sim, por que não? Use-o com a mesma camiseta branca ou uma listrada fazendo o estilo navy!

www.dafiti.com.br:01/04/15

www.zavoo.com.br:01/04/15

www.damyller.com.br:01/04/15

www.tricae.com.br:01/04/15

 Tubinho: use-o com o mocassim de saldo médio e querendo proporcionar um up ao visual use-o com uma peça maxi: pulseira ou colar. Eu falei, uma, não todas ao mesmo tempo (brinco/colar/pulseira). Se for mais ousada, use-o também com a camisa branca por dentro (aí o tubinho fará a vez de salopete). O tubinho admite variação nas cores: branco, marinho, vermelho, bege ou mesmo um tom forte, por que não? Amarelo, por exemplo. P & B e poás (bolinhas), etc.

tubinho-preto_150190_301_1[1]

www.mocassimsonline.com:01/04/15

Agora é preciso reparar bem no tipo de tubo que irá ao trabalho: o primeiro tem passe livre, este aqui não! Viu a diferença entre os dois? O primeiro tem comprimento na altura dos joelhos e não marca as curvas do corpo!

www.meumundo.org:01/04/15

Camisa branca: ah a camisa branca… (ícônica). Use-a com calça jeans (reta) por dentro. Acrescente um cinto de oncinha discreto (se quiser dar uma apimentada) e finalize com sapatilhas ou mesmo os mocassins. Use bolsa tipo sacola  (mais atenção ao tamanho da bolsa, respeite a proporção, ou seja, adéque-a à sua altura.

rejane-guiademoda.blogspot.com:01/04/15

www.damyller.com.br:01/04/15

Bolsa Arezzo

Saia lápis:  combine-a com a camisa branca, arremate com os mocassins. Acrescente o mesmo maxi colar do tubinho e pronto! Com o tempo varie a cor da camisa ou use-a com outras blusas como as delicadas em P & B por exemplo (rendinha, lacinho, etc).

blogduasmarias.com.br:01/04/15

Repare que somente a primeira saia lápis vai ao trabalho, a segunda, jamais (tem conotação sexy)!

As duas blusinhas delicadas caem bem com a saia lápis e também com a calça jeans e as sapatilhas.

lenitanegrao.com.br:01/04/15

Agora quanto a esta de renda, cuidado! Use-a sempre com blusa de alcinha por baixo, preferencialmente na cor branco, pois um descuido e você sai do refinado P & B e do delicado para o vulgar!

catiakosloski.wordpress:01/04/15

Então, Olga, a rigor é isso o que tenho a dizer a você sobre roupa de trabalho (numa pegada refinada e básica) e só pra finalizar evite: peças com apelo fashion demais, estampas e cores em excesso e principalmente: roupas no estilo sexy: fendas, transparências sem o apoio de uma blusa de alcinha fininha por baixo, decotes, roupas justas e curtas demais, saltos altíssimos e finos, etc.

Beijo da chica!


19
jan

Ela usa e abusa do Boho Chic

Sou da opinião de que toda mulher tem sim ao menos um estilo pra chamar de seu  (aquele que vira e mexe tá sempre com a gente, sempre prevalece em relação às outras possibilidades que a moda nos oferece). Muitas vezes  esse estilo se mostra verde, ou seja,  a mulher ainda não atingiu a maturidade e a auto confiança suficientes pra fazer bonito pra valer na hora de vestir e o estilo não sobressai. Outras vezes ele se manifesta de uma forma tão evidente e fiel em uma chica que se torna parte integrante dela (e isso independe de idade), e quando isso acontece ela   simplesmente sai  exalando estilo por onde passa, mostrando mesmo sem querer (pois isso é inerente à pessoa),  seu estilo em todos os lugares e a qualquer hora. Querem um exemplo? Então abram alas pra ela, a Karyne! Ela usa e abusa do Boho… chic de doer!


24
dez

E pra encerrar

 

Nada mais confortável e elegante do que um belo sorriso pra comemorar a vida e o NATAL!

 

 

 


13
dez

Ela usa e abusa do estilo sexy!

Sabrina Sato em três momentos:

www.entretenimento,r7.com:13/12/14

Sexy óbvio: curtíssimo, justíssimo, costas à mostra

www.flayaway.com.br:13/12/14

Sexy na medida: comprimento comportado (altura dos joelhos) compensando as fendas laterais. Chic de doer!

www.portalsonoticias.com.br:13/12/14

Sexy refinado: longo e monocromia (tudo preto), e curvas sob a insinuação da seda pura. Poderosa!


2
dez

 
 
 
 
 
 
 
 

2
dez

Quem sou eu

 

 

Meu nome é Girlene, ou melhor, Girlene Francisca. Resolvi fazer este blog para falar de um tema bastante recorrente e que me fascina, acredito eu, desde a mais tenra idade: moda e comportamento.

Observar como as pessoas se vestem e como se portam a partir da forma como se vestem me fascina, me intriga e me instiga, pois se o corpo fala a forma de vestir fala tanto quanto ou mais sobre todos nós.

A atual conjuntura, onde o interesse pela aparência é tanto que a meu ver a indústria da moda já não sabe mais como se reinventar pra atender a demanda, me levou à seguinte reflexão: será que é preciso mesmo despender tanto para fazer bonito na hora de vestir? Esse esforço todo é garantia do que? Ao menos de estilo, de elegância? Acredito que não, não necessariamente! É possível fazer bonito sem despender tanto, seja  tempo,  dinheiro ou mesmo  roupa e acessório? Acredito que sim!

Então garota, se apesar de pensar como eu você não consegue fazer bonito na hora de vestir, então vamos trocar uma ideia, dialogar um pouquinho?

Por que Chicamais?

Por dois motivos:

O Chica, uma referência ao meu nome, Francisca (em geral Chica) e à forma como pretendo me reportar  a vocês, uma alusão ao termo em espanhol “chica” (garota).

O mais em razão de acreditar que na hora de vestir é possível sim fazer bonito (ser mais) com menos (menos dinheiro, menos peças no armário, menos tempo, menos afetação e menos balangandã).

Apresentações feitas, olá chicas!

EU